Leis de Incentivo

Projetos culturais patrocinados

Para desenvolver e produzir projetos culturais de maior porte, a Editora Neotropica e a Neotropica Multimedia se valem de patrocínios de empresas, utilizando as leis de incentivo à cultura, como a Lei Rouanet, ProAc e Lei Mendonça. Temos hoje pela Lei Rouanet, já aprovados para captação de patrocínio incentivado, os seguintes projetos:

100 anos da Comissão Geográfica e Geológica no Litoral do Estado de São Paulo – Livro (ProAC nº 7884)

O projeto editorial visa contar a história das expedições da CGG e abordar especialmente aquela realizada no litoral de São Paulo. A partir dos registros fotográficos da expedição, a obra também vai compor um retrato iconográfico dos cem anos da transformação da região comparando as fotografias da expedição com outras contemporâneas.

O Porto de Paranaguá: navegando pela história – Documentário (PRONAC 10.8837)

Utilizando a tecnologia Fulfilm®, vamos contar a história de um dos portos mais importantes do sul do Brasil e discutir o seu papel no futuro. O documentário será precedido de uma pesquisa histórica em fontes bibliográficas e iconográficas, além de fontes diretas (documentos originais, depoimentos de pessoas que tiveram participação nos fatos mais relevantes etc.) sempre que possível.

O Porto de Paranaguá: Navegando pela História – Livro (PRONAC: 10.6818)

Sobre o porto de Paranaguá, há também o projeto de um livro ilustrado contando sua história e as implicações no desenvolvimento da cidade. O acervo arquitetônico, urbanístico e paisagístico de Paranaguá foi tombado pelo IPHAN em 2009, pela importância do conjunto para a história recente do Brasil. É esse percurso que o livro pretende registrar e difundir.

Santos-Jundiaí: a caminho da riqueza – documentário (PRONAC 11.14194 e ProAC 12.268/06)

Este é um documentário que tem como tema central a história da estrada de ferro The São Paulo Railway Company, obra cuja materialização foi iniciativa do lendário empresário Irineu Evangelista de Souza, barão e visconde de Mauá. Construída entre 1860 e 1867, foi a primeira linha férrea de São Paulo e a quarta a operar no país.